Get Adobe Flash player

Área de soja para a safra será de 30 mil hectares

Com a chegada das chuvas, produtores se prepararam para o início da safra 16/17 buscando recuperar perdas da safrinha

As chuvas começam a cair dos céus e já vemos plantadeiras nas estradas e caminhões com sementes chegando. Os produtores rurais de Capinópolis se preparam para o início da safra. Segundo expectativa divulgada na reunião do IBGE, realizado no mês de setembro na Emater de Capinópolis, a área de soja deve ocupar  30.365 hectares e o milho dois mil ha. “Ouvimos que teremos essa área de milho, mas por enquanto não vimos nenhuma movimentação por parte dos agricultores”, destaca a engenheira agrônoma da Emater, Waldeny Maria da Luz Ribeiro.

No ano passado, não houve área significativa de milho na safra. “Algo em torno de 300 ha, mas como o preço está atrativo, os produtores pensam nessa possibilidade”. A saca está sendo comercializada em torno de R$ 40 reais.

Safrinha

A expectativa para a safra é de chuvas regulares e uma safra parecida com a última. As chuvas começaram, mas Waldeny explica que os produtores devem ter cautela e esperar a data de zoneamento, que é 20 de outubro. “De acordo com dados, tivemos essa chuvinha no começo de outubro, mas devemos ter um veranico e as chuvas devem voltar somente no fim do mês”, alerta.

Os produtores não estão querendo arriscar muito, já que a safrinha deste ano foi péssima. “As chuvas cessaram em torno do dia 23 de março e elas voltaram apenas no dia 30 de maio, tivemos aí um veranico de dois meses”, disse.

Com a chuva não caindo na hora certa, a produtividade foi muito aquém do esperado. A área plantada de sorgo foi de 8,500 ha, mas houve uma perca de mil ha. A produtividade que era para ser em torno de 3,500 kg/ha foi de apenas 1800 kg/ha.

Com o milho safrinha os números foram mais desastrosos. A área plantada foi 16,800 hectares, porém, os produtores colheram apenas 10,200 ha. E com a colheita irregular, a expectativa que era de 5,500 kg/ha a 6 mil kg/ha foi de apenas 960kg/ha. Com isso houve prejuízos que levaram muitos a não conseguir pagar nem o custeio agrícola e muito menos a renda.